SAAE dá dicas para você identificar vazamentos de água em seu imóvel

Tubulação rompida causa perda de grande quantidade de água, danos ao imóvel e conta elevada (foto: reprodução)

 

A primeira dica é sempre monitorar o seu hidrômetro, para perceber se há aumento exagerado do consumo sem que haja explicação aparente. Um buraco de 2mm no encanamento desperdiça 3,2 mil litros de água por dia.
Faça esses testes:

1 – Deixe os registros na parede abertos, feche bem todas as torneiras, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários. Anote o número que aparece ou marque a posição do ponteiro maior do seu hidrômetro. Depois de uma hora, verifique se o número mudou ou o ponteiro se movimentou. Se isso aconteceu, há algum vazamento em sua casa.

2 – Rede da Rua – Feche o registro na parede e abra uma torneira alimentada diretamente pela rede da rua e espere a água parar de sair. Grandes empresas de água, como a Sabesp, recomendam que se coloque imediatamente um copo cheio de água na boca da torneira. Caso haja sucção da água do copo pela torneira, é sinal que existe vazamento no cano alimentado diretamente pela rede.

3 – Quanto aos canos alimentados pela caixa d’água, feche todas as torneiras da casa, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários. Feche bem a torneira de bóia da caixa, impedindo a entrada de água. Marque, na própria caixa, o nível da água e verifique, após uma hora, se ele baixou. Em caso afirmativo, há vazamento na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d’água.

4 – Tubulação embutida na parede: Segundo a Sabesp recomenda, se você sabe por onde passa o encanamento da parede, faça o teste da batida. Bata em toda a extensão do encanamento e veja se o som é diferente em alguma parte. O aparecimento de manchas com mofo e umidade e mudança da coloração do revestimento ou o desprendimento do revestimento (azulejo e pintura) também podem ser sinais de vazamento.

5 – Piscinas: Coloque a água da piscina no nível normal. Encha um balde com água da piscina até 5 cm da borda. Marque o nível de água do balde e também da piscina. Prenda o balde no interior da piscina de forma que a água do balde mantenha a mesma temperatura da água da piscina e sem deixar que elas se misturem. Após 24 horas, verifique o nível de água do balde com o nível de água da piscina e compare com as marcações iniciais. Caso a piscina tenha uma variação maior em altura dos níveis de água, provavelmente ela apresenta vazamento. Se chover, recomece o procedimento.

6 – Reservatórios subterrâneos de edifícios: Feche o registro de saída do reservatório do subsolo e a torneira da boia. Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, verifique se ele baixou. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação do reservatório superior ou na tubulação de limpeza.

7 – Boia em reservatório: Mantenha o registro do cavalete aberto e feche o registro de saída do reservatório e desligue a bomba de recalque. Marque no reservatório o nível de água e, após duas horas, verifique se ele baixou. Se o nível de água não baixar, então há um vazamento pelo extravasor que pode ser ocasionado por defeito na torneira da boia.

8 – Reservatório superior: Feche o registro de saída e a torneira do reservatório, desligue a bomba de recalque (edifícios). Marque o nível de água com um pedaço de barbante e giz. Aguarde duas horas e confira o nível de água. Se o nível de água baixou, há vazamento na canalização ou sanitários alimentados pela caixa d’água.

9 – Reservatório inferior: Mantenha o registro do cavalete aberto e feche o registro da saída do reservatório. Feche a boia e marque o nível de água. Após duas horas, faça uma nova marcação e compare o nível de água. Se o nível baixou há vazamento no reservatório devido registro com defeito ou trinca no reservatório.

10 – Em torneiras / vaso sanitário:
Torneiras: Este tipo de vazamento é caracterizado por torneira pingando quando fechada. Quando isso acontecer, troque o “courinho”.

Gotejando, uma torneira desperdiça 46 litros por dia por dia ou mais de mil litros de água por mês. Um filete de mais ou menos 2 milímetros totaliza 4.130 litros por mês. E um filete de 4 milímetros, 13.260 litros por mês de desperdício.

Vaso Sanitário: Jogue borra de café no vaso sanitário; O normal é a borra ficar depositada no fundo do vaso.

Em caso contrário, é sinal de vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

Na dúvida, fale com o SAAE: 4602-6370.

Fechar Menu