Superintendente e diretor do SAAE recebem vereador Garotinho para falar sobre a água servida à população

Vereador esclareceu dúvidas que a população encaminha para ele

O superintendente do SAAE, Pérsio Augusto de Paula e o diretor técnico Fernando Neves se reuniram na terça-feira, dia 21, com o vereador Divaldo Garotinho.

O edil procurou a autarquia para falar sobre o estudo recentemente divulgado em âmbito nacional sobre a presença de resíduos agrotóxicos encontrados na água de muitas cidades do país.
Na oportunidade, Divaldo disse que foi procurado por cidadãos preocupados com notícias sobre a presença de resíduos de agrotóxicos nas águas dos mananciais que abastecem Salto, e agendou a reunião com o superintendente do SAAE.
Pérsio explicou que o SAAE atende à Portaria de Consolidação nº 5 do Ministério da Saúde.

Para isso, realiza análises laboratoriais de potabilidade da água produzida nas ETAs de Salto.

Além disso, o superintendente afirmou que “são realizadas análises diárias em laboratório próprio, de hora em hora, testes mensais bacteriológicos, em laboratório externo, e semestralmente são realizadas análises completas da água, inclusive dos mananciais que utilizamos. Todos esses resultados são enviados ao Ministério para controle”.
O superintendente falou a respeito de um relatório que detalha todos os elementos encontrados na água após tratamento e aponta o elemento Metolacloro como acima do limite mínimo, para os anos de 2014 a 2017. “Tal distorção não mais existe, uma vez que nos relatórios de 2018 todos os elementos encontrados estão abaixo dos limites máximos permitidos”, destacou Fernando.
Pérsio alertou ainda para o fato de que deve haver maior controle na utilização de agrotóxicos, os quais estão cada vez mais presentes nos cursos d’água, podendo causar sérios prejuízos à população.

Fechar Menu